MÁSCARA MORTUÁRIA DE LUTERO

Caríssimos, 
Salve Maria!

Esta é a Máscara Mortuária do monge herege, vendida como postal na Alemanha.
A face horrorosa do apóstata condiz com a visão da freira beatificada no início deste ano, que viu Martinho Lutero em grandes sofrimentos no mais profundo dos infernos. Vale a pena ler novamente:
Agradecimento ao André Melo

8 respostas para “MÁSCARA MORTUÁRIA DE LUTERO”

  1. Você tem todo o direito de discordar das ideias de outros, tem até o direito de achar uma pessoa mais bonita que outra, mas associar a estética física pessoal com a ideias desta pessoa, além de ser racismo, não é fé e sim desespero.

  2. Thiago,

    Opiniões e pareceres pessoais não alteram a realidade das coisas. Ainda mais quando mal fundamentadas, como as tuas opiniões.

    Percebo que você nada sabe sobre quem realmente foi Lutero: um monge que, após deixar a Única e Verdadeira Igreja de Cristo:

    – tornou-se alcoólatra
    – defendeu (e fomentou) a bigamia;
    – chamou a Cristo de adúltero e bêbado;
    – disse que era para se crer firmemente e pecar à vontade (para ele, a corrupção do homem, e não o sincero arrependimento, é que atraía a misericórdia divina);
    – chamou a Epístola de São Tiago de “carta de palha”;
    – conversava com o diabo, e chegou até mesmo afirmar “Deus é o diabo, o diabo é Deus”;
    – incitou um massacre de camponeses;
    – etc., etc.

    Nada disso você sabia, não é? Pelo visto, porque se baseou na “versão luterana oficial” de Lutero, um conjunto de farsas armadas pelo péssimo historiador Melanchton para fazer propaganda do protestantismo alemão.

    Tudo isso que desabona Lutero (e tantos outros fatos), você pode encontrar no livro “Lutero”, de Funck Brentano, e noutras obras históricas mais confiáveis que a imprensa de massa insiste em fingir que “não existem”.

    A beleza é uma das medidas da perfeição divina, ainda que nem toda pessoa bela tenha uma boa alma. No caso da máscara mortuária de Lutero, a asquerosidade de sua feição reflete muito bem o herege e depravado que ele foi em vida. Racismo??? Ridículo o seu argumento… Lutero era alemão e branco… E ninguém aqui falou em cor de pele – aliás, foi Lutero que começou a exaltação à raça alemã como “a mais perfeita de todas” (como se houvesse uma “porção da espécie humana” livre de pecado original…), e bem sabemos que isso iria, séculos depois, descambar
    no nazismo que procurou exterminar as etnias não alemãs…

    Em suma: a falta da verdadeira fé se deu com Lutero, e não o contrário. A estética medonha de sua face após sua morte é apenas um dentre tantos outros detalhes (desconhecidos pela maioria) de sua possível perdição…

    In Christo et Maria,
    Marcel Ozuna.

  3. Isto não é uma máscara mortuária. Com um pouco de boa vontade se faz uma pesquisa e se descobre a verdadeira máscara dele. Máscaras mortuárias são moldadas sobre o rosto do falecido e não tem cor da pele, olhos abertos e sorriso como esta, que é claramente a obra de algum artista. Deprimente este tipo de postagem Sr. Marcel.

  4. Sr. Charles,

    Avise essa inconsistência da “máscara mortuária” aos escultores alemães que a fazem e vendem como postal, e não a nós, que não somos autores desta “obra de arte”… Quem aqui induziu ao erro foram eles, não nós, afinal de contas.

    Independente do que este molde realmente for, faltou você responder por que alemães compatriotas de Lutero a confeccionaram com uma feição tão terrível (pelo que reitero o que escrevi em meu comentário anterior sobre as “virtudes” do “herói evangélico”). Sorriso??? Eu não vi nenhum aí…

    Passar bem.
    Marcel.

  5. Ah, Charles, mais uma coisa: gastar meu tempo com uma pesquisa sobre a tal “máscara mortuária” de Lutero não me parece uma sugestão muito útil (antes uma vã curiosidade), a considerar que mais tenho a fazer por Nosso Senhor, Sua Mãe Santíssima e a Única e Verdadeira Igreja de Cristo. Como rezar e estudar para melhor praticar e defender a verdadeira fé.

Os comentários estão desativados.