Arcebispo de Maringá critica documento da CNBB por não fazer referência à corrupção

a04ea6c2a3

 

Caríssimos,

Salve Maria

Se a CNBB não se posicionar, de forma clara e sem apadrinhamentos, sobre a grave situação política do Brasil, estará cometendo um grande erro histórico imperdoável. Se nos lembrarmos da atuação da CNBB em falas e em documentos, pronunciamentos na década de 80, é por demais estranho o seu silencio na conjuntura hodierna. Onde  se encontram as chamadas “vozes proféticas”?

Há de se fazer um “Mea Culpa”, pois se estamos numa quase Venezuela ( graças a Deus é um país continental, o que impediu a ditadura de esquerda) deve-se a atuação de grande parte do clero e episcopado da época.

Rezemos pelo Brasil.

****

Dom Anuar observa que o documento é bem redigido, mas em momento algum fala sobre a corrupção. “Falar de uma conjuntura nacional sem apontar a corrupção é uma falha tremenda”, disparou o arcebispo, e completou: “mais de 60 políticos já foram presos, todos por causa de roubo”.

Ao citar o livro do Papa “O nome de Deus é misericórdia”, em que Francisco diferencia corruptos de pecadores – assim como também havia refletido na Casa Santa Marta – o arcebispo disse que vai lutar para que o documento conclusivo dos bispos ao final da Assembleia sobre a conjuntura nacional considere esta distinção, porque a “corrupção está sangrando o Brasil”, informa o noticiário da Rádio Vaticano em seu site.

Fonte: http://blog.opovo.com.br/ancoradouro/radio-vaticano-arcebispo-de-maringa-critica-documento-da-cnbb-por-nao-fazer-referencia-a-corrupcao/

Uma resposta para “Arcebispo de Maringá critica documento da CNBB por não fazer referência à corrupção”

  1. A CNBB VEM COMETENDO “CACAS” A DÉCADAS, CONTRARIANDO A SÃ DOUTRINA, E A MAIORIA DOS SACERDOTES TAMBÉM SILENCIAM, SE OMITEM. FALTA DE CONHECIMENTO ? INCOMPETÊNCIA ? MÁ FORMAÇÃO ? OU DESCASO MESMO ? POVO CATÓLICO, NÃO FIQUEM À DERIVA DA REALIDADE ! DEFENDAMOS O QUE É PURO E SANTO. REZEMOS PELA CNBB E SACERDOTES ! BÊNÇÃOS A TODOS !

Os comentários estão desativados.