Tragédia em Núrsia – Um sinal dos céus?

b1

Foto: Raio que caiu em cima da cruz da basílica de S. Pedro no dia da Renúncia de bento XVI

b2

Fotos: Igreja de S. Bento antes e depois do terremoto

 

b3

“Haverá grandes terremotos por várias partes, fomes e pestes, e aparecerão fenômenos espantosos no céu… Mas, antes de tudo isso, vos lançarão as mãos e vos perseguirão, entregando-vos às sinagogas e aos cárceres, levando-vos à presença dos reis e dos governadores, por causa de mim.. Isto vos acontecerá para que vos sirva de testemunho…”

Lc 21, 11-13

Na véspera da visita do Papa Francisco a Suécia, onde “comemorará” os 500 anos da famigerada Reforma Protestante1, aconteceu na Itália outro terremoto na manhã de hoje (30/10/2016), o quarto nos últimos quatro dias2. Por incrível coincidência, neste último domingo de Outubro, celebra-se também no Calendário Litúrgico do Rito Antigo, a solenidade de Cristo Rei do Universo.

A tragédia maior se deu com o desabamento da Basílica São Bento em Núrsia, local atribuído ao nascimento do fundador da Ordem que leva o seu nome. O santo é considerado o patrono da Europa, e mesmo os historiadores ateus mais empedernidos não ousam tirar o protagonismo dos monges beneditinos na construção da Cristandade.

Seria um (outro) aviso do céu?

Abaixo, reproduzimos o depoimento do Rvmo. Pe. Nildo Leal, atualmente residente na Cidade Eterna, que testemunhou de perto estes últimos  acontecimentos.

(Basílica São Bento em Núrsia, antes e depois da tragédia)

“Domingo, 30 de outubro – Festa de Cristo Rei no antigo calendário romano -, às 7:40, novo terremoto no centro da Itália, o mais forte abalo sísmico desde 1980. Em Roma, pessoas na rua, algumas em pijama. As basílicas de São Paulo fora dos muros e de São Lourenço al Verano, fechadas, porque houve queda de estuque e de castiçais. O metrô está fechado. Em Núrsia, a basílica de São Bento, construída no lugar onde nasceu o Santo, desabou, ficando só a fachada. Em alguns lugares mais próximos ao epicentro do terremoto não haverá missas, nem hoje e nem nos próximos dias – Todos os Santos e Finados – dentro das igrejas. Os fiéis foram dispensados do preceito. Missas apenas em lugares abertos, se for possível. Graças a Deus, não houve mortos, mas há feridos. Amanhã o Papa parte para a Suécia, onde ‘celebrará’, juntamente com os luteranos, os 500 anos da Reforma Protestante.

‘Exsurge, Domine!’
Oremus: Omnipotens sempiterne Deus, qui respicis terram et facis eam tremere: parce metuentibus, propitiare supplicibus; ut, cuius iram terrae fundamenta concutientem expavimus, clementiam contritiones eius sanantem iugiter sentiamus. Per Dominum Nostrum Iesum Christum Filium Tuum, qui Tecum vivit et regnat in unitate Spiritus Sancti, Deus, per omnia saecula saeculorum. Amen.

Oremos: Deus onipotente e eterno, que olhais a terra e a fazeis estremecer, perdoai os que vos temem e sede indulgente com os que vos imploram, a fim de que, depois de vermos com terror a vossa ira abalar os fundamentos da terra, sintamos a vossa misericórdia reparar os estragos produzidos. Por Nosso Senhor Jesus Cristo…

Regina Sacratissimi Rosarii, ora pro nobis.”

“Vigiai, pois, em todo o tempo e orai, a fim de que vos torneis dignos de escapar a todos estes males que hão de acontecer, e de vos apresentar de pé diante do Filho do Homem.”

Lc 21, 36

Fonte: http://www.associacaodomvital.com.br/2016/10/tragedia-em-nursia-um-sinal-dos-ceus.html

Uma resposta para “Tragédia em Núrsia – Um sinal dos céus?”

  1. Salve Maria Puríssima!

    Padre Tenório, deixo aqui a indicação deste vídeo como complemento desta matéria e como possibilidade de publicação, dado seu caráter esclarecedor sobre este assunto.

    Auxilium Christianorum: ora pro nobis!

    https://www.youtube.com/watch?v=b9NOh6wNF4c

Os comentários estão desativados.