Um cardeal soberbo contra o papa Francisco

 

 

Pe. João Batista de A. Prado Ferraz Costa

Preferia não tocar no assunto. Mas, como se percebe que, infelizmente, muitos católicos, diante da grande confusão reinante na Igreja, estão deixando-se iludir pelas críticas dos cardeais pupilos de Ratzinger ao papa Francisco, julgo oportuno dizer uma palavra sobre o episódio deplorável protagonizado recentemente pelo cardeal Müller, por ocasião do lançamento do seu último livro.

A VINDA DO SOBERANO JUIZ (DRAMA DO FIM DOS TEMPOS)

 

É supérfluo procurar precisar a hora em que terá lugar a segunda vinda de Nosso Senhor. É um impenetrável segredo para todas as criaturas. “Quanto àquele dia e àquela hora, nos diz Jesus Cristo, ninguém sabe, nem os anjos do céu, mas só o Pai” (Mt 24, 36). No entanto, esse momento supremo, que porá fim a este mundo de pecado, será precedido de sinais estrondosos que fixarão a atenção não somente dos crentes, mas também dos ímpios.