“Francisco está errado” – Monsenhor Nicola Bux

 

Papa Francisco está gerando “heresias, cismas e controvérsias”, disse o prelado italiano Nicola Bux, amigo de Bento XVI e conselheiro da Congregação para as Causas dos Santos, ao jornalista italiano Aldo Maria Valli em 13 de outubro.

Bux mencionou as “declarações heréticas” de Francisco sobre o casamento, a vida moral e a recepção dos sacramentos, e que ele vê a Igreja como uma federação de comunidades eclesiais” – “um pouco como as comunidades protestantes”.

Segundo Bux, a origem da confusão doutrinária causada por Francisco é Amoris Laetitia(2016), mas desde então a situação tornou-se “consideravelmente pior” e “mais complicada”.

Bux refere-se à tentativa de Francisco de mudar a doutrina sobre a pena de morte. Se Francisco está certo sobre isso – ressalta Bux – então devemos concluir que a Igreja contradiz o Evangelho há dois mil anos ou tem que admitir que o Papa Bergoglio está se equivocando.

Fonte: https://gloria.tv/article/myqyG2M9qn8c3AFrSU7mkg4pP

Uma resposta para ““Francisco está errado” – Monsenhor Nicola Bux”

  1. Estamos de pleno acordo com D Nicola Bux, pois quem poderia crer, por exemplo, dentre muitos mais similares:
    – Ninguém pode ser condenado para sempre, porque esta não é a lógica do Evangelho, da A laetitia, de infindas implicancias ao ensino tradicional, desde os apóstolos.
    Alcorão, livro de paz – à verdade, ideologia totalitarista fortemente opressora e discriminadora, embora sob aparencias de religião, do pagão Maomé.
    – Lutero, testemunho do Evangelho – só se for da igreja alcunhada de católica, erigida à margem da Igreja católica de 2000 anos.
    Estaríamos em pleno CIC 675 etc adiante?
    Poder-se-ia atualmente ou em breve admitir-lhe, já que ousaria modificar a doutrina de 2000 anos – sendo o papa tão somente vigario de Nosso Senhor J Cristo?
    Dessa forma, jamais reinterpretá-la a seu modo e/ou conveniencias; assim, se ele legislaria e por jamais contestação pela midia globalista – sinal que a plenamente atende – portanto, refutável!
    Poder-se-ia aplicar?
    “Ninguém de modo algum vos engane. Porque primeiro deve vir a apostasia, e deve manifestar-se o homem da iniqüidade, o filho da perdição, o adversário, aquele que se levanta contra tudo o que é divino e sagrado, a ponto de tomar lugar no templo de Deus, e apresentar-se como se fosse Deus” 2 Tes 2 3-4

Os comentários estão desativados.