Patriarca de Lisboa vê Lutero como uma “grande fonte de inspiração”

 

 

O presidente da Conferência Episcopal Portuguesa caracteriza Martinho Lutero como “um reformador que procurava voltar às fontes bíblicas”

Martinho Lutero, figura central da Reforma Protestante há 500 anos, é “uma grande fonte de inspiração” para o cardeal patriarca de Lisboa. Manuel Clemente considera que há que “valorizá-lo dentro deste ambiente geral de Reforma do século XVI”.

LUZ, CÃMERA..AÇÃOOO..VEM AÍ A INÉDITA… CF 2018!

 

Hino da Campanha da Fraternidade 2018.A prévia foi divulgada hoje pelo Portal Kairós e nós já fizemos um vídeo simulando! Ouçam.

O “Magnum Principium” de D. Clemente Isnard, OSB – O “Pai” do Missal Brasileiro

Salve Maria
Acabou de ser anunciado o Motu Proprio de Francisco “Magnum Principium” , que entrará em vigor no próximo 1 de outubro. Esse documento além de salientar a “participação ativa dos fieis” na Liturgia, como apregoava o Concílio, ainda aumenta os poderes das conferências episcopais quanto a questão da tradução dos textos litúrgicos. O Canon 838 é modificado e a Cúria Romana apenas fará a “revisão das traduções”, ou seja corta-se a autoridade da Congregação  do Culto Divino sob os textos Sagrados da Liturgia. Se antes , com a autoridade da Cúria , já eram autorizadas barbaridades litúrgicas para o Brasil, tais como as aclamações das Orações Eucarísticas,   a Oração Eucarística do Congresso de Manaus, as Orações Eucarísticas para missa das crianças, etc, imaginemos agora ficando ao cargo da Comissão Litúgica da CNBB.Vale a pena ler o testemunho de um bispo beneditino que foi responsável pela péssima tradução do Missal  que temos hoje para o Brasil, com direito ao ” Ele está no meio de Nós” e tudo o mais.

Depois de ler , com atenção, você verá que esse Moto Proprio  Magnum Principium , melhor teria sido chamado de  “Dolor Fidelium”

Bispo de Caicó emite “nota” para esclarecer sua Homilia polêmica

Salve Maria!

Embora o Sr Bispo se paute no cunho da “pastoralidade” e das diretrizes do papa Francisco, o bispo tocou em questão de Doutrina Moral que também se associa, algumas vezes à Dogmática. Não se pode deixar de lembrar o que nos falou o Cardeal Burke sobre a unidade de doutrina com a ação pastoral da Igreja. A ideia de se ter uma pastoral descomprometida com a Verdade é uma tremenda falta de “caridade pastoral”, fruto do modernismo já condenado pelo Papa Pio X.