Patriarca de Lisboa vê Lutero como uma “grande fonte de inspiração”

 

 

O presidente da Conferência Episcopal Portuguesa caracteriza Martinho Lutero como “um reformador que procurava voltar às fontes bíblicas”

Martinho Lutero, figura central da Reforma Protestante há 500 anos, é “uma grande fonte de inspiração” para o cardeal patriarca de Lisboa. Manuel Clemente considera que há que “valorizá-lo dentro deste ambiente geral de Reforma do século XVI”.

O Cardeal Müller acusa o Papa Francisco de não basear sua autoridade magisterial numa teologia “competente”.

Incomoda ao cardeal que o papa pense que “a religião e a política são uma coisa só”. O Cardeal denuncia que o Papa se preocupa mais por “questões de diplomacia e poder do que pelas questões da fé”. A fé cristã deveria estar no centro e o Papa deveria ser simplesmente um “servo da salvação”