O que diz Medjugorje? A sua mensagem prova que esta é também uma falsa aparição

221

por Ir. Miguel Dimond e Ir. Pedro Dimond

www.igrejacatolica.pt

“A Nossa Senhora enfatiza sempre que existe um só Deus, e que as pessoas forçaram uma separação não-natural. Uma pessoa não pode verdadeiramente crer, ser um verdadeiro cristão, se não respeitar de igual modo as outras religiões.”1 — “Vidente” Ivanka Ivankovic

A Farsa de Medjugorje : Vaticano baniu aparições públicas, testemunhos, e provavelmente também as mensagens dadas aos videntes

videntemarija1

A vidente Marija Pavlovic Lunetti despediu-se ontem em um encontro em que daria o seu testemunho e teria a sua aparição diária junto com os fiéis reunidos em Pádua no dia 11 de julho de 2015.

VATICANO DECLARA FALSAS AS “APARIÇÕES DE MEDJUGORJE

download (2)
Graças a Deus a Congregação para Doutrina da Fé se pronunciou sobre Medjugorje. Como já sabíamos as Aparições foram consideradas FALSAS.  Abaixo, as ponderações da Sagrada Congregação.
Durante a reunião plenária da Congregação para a Doutrina da Fé, o Cardeal Gerhard Ludwig Müller, Prefeito da Congregação, divulgou o parecer da Santa Sé em relação às aparições de Medjugorje (Bósnia-Herzegovina) e aos respectivos videntes. A conclusão apresentada é que nunca aconteceu nenhum evento sobrenatural em Medjugorje. Este parecer foi apresentado pela “Comissão Ruini”, constituída pelo Papa Bento XVI para investigar os ditos fenómenos e as mensagens da Virgem Maria que são tornadas publicas regularmente pelos videntes desde 1981.
A Congregação para a Doutrina da Fé aprovou uma série de restrições e recomendações em relação a Medjugorje, tais como:
– Os fiéis católicos estão proibidos de participar nos “extases” dos videntes.
– Os videntes estão proibidos de divulgar os textos que dizem ter recebido da Virgem Maria.
– A paróquia de Medjugorje não será um Santuário Mariano, como desejavam os videntes.
– Os bispos não podem acolher nas suas dioceses os videntes para darem o seu testemunho.
– Os bispos devem recomendar aos seus fiéis que quando se deslocarem a Medjugorje como peregrinos se façam acompanhar por um sacerdote católico.
– Os peregrinos que se desloquem a Medjugorje não devem reconhecer como verdadeiras as aparições e devem evitar qualquer contacto com os videntes, concentrando-se apenas na oração e Sacramentos.
Estas duras medidas tomadas pela Santa Sé foram justificadas pela inconsistência teológica das mensagens de Medjugorje e com os grandes rendimentos que os próprios videntes garantiram durante todos estes anos. Os videntes são proprietários de vários hoteis, bastante lucrativos graças ao grande número de peregrinos que se deslocam até Medjugorje.
Este “dossier” já se encontra na posse do Papa Francisco, que se deverá pronunciar nos próximos dias. Sabe-se que o Papa é bastante céptico em relação a Medjugorje e já fez duras críticas publicamente aos próprios videntes.
O Cardeal Müller afirmou ainda que Medjugorje deverá continuar a ser considerado um local de fé e oração porque Deus consegue recolher até onde não semeia.
Fonte: Gianluca Barile, Vaticanista