Sobre Prisão do Bispo

Paulo Henrique Cremoneze, jurista: “Não desejo abrandar condutas nem me deixar guiar por ‘corporativismo’, mas é preciso separar o joio do trigo”

Reproduzimos a seguir um texto escrito e tornado público pelo advogado e jurista Paulo Henrique Cremoneze a respeito das prisões efetuadas neste último dia 19, em Goiás, do bispo dom José Ronaldo, da diocese de Formosa, e de outros cinco sacerdotes, além de dois empresários e um funcionário que trabalhava como secretário da Cúria. Todos foram acusados pelo desvio de recursos da Igreja em montante superior a 2 milhões de reais. Mais a respeito do caso pode ser lido aqui.

NOTA DE REPÚDIO DA CNBB – NORDESTE


 

 

Nota de repúdio

Nós, bispos do Regional CNBB NE1-Ceará, reunidos em Conselho Episcopal Regional, manifestamos a nossa indignação e repúdio diante do escárnio público contra os nossos símbolos mais sagrados (Crucifixo, hóstia, imagem da Padroeira do Brasil) e contra valores fundamentais da vida humana. Ataques violentos e explícitos à família e à religião cristã têm sido feitos através de espetáculos de péssima qualidade que visam à apologia de práticas de sexualidade pervertida e anormal.

Declaração do Bispo sobre o estado do Padre Rodrigo Maria.

“Declaramos ao público que o presbítero Jean Rogers Rodrigo de Souza, pertencente à esta diocese, não possui permissões ordinárias para exercer o ministério sacerdotal. Ademais, não tem permissão de publicar na Internet. Só pode exercer um ministério sacerdotal restringido unicamente dentro de nossa Paróquia do Sagrado Coração de Jesus, em Kakueté.”

Mais uma vez Aparições de Medjugorje Condenada pelo Bispo Diocesano

Med

ROMA, 01 Mar. 17 / 07:00 pm (ACI).- Dom Ratko Peric, Bispo de Mostar-Duvno, a Diocese na Bósnia-Herzegovina que inclui Medjugorje, manifestou em um artigo a sua opinião sobre o que está acontecendo em sua jurisdição, escreveu que “a Virgem Maria não apareceu em Medjugorje” e explicou uma série de pontos para justificar a sua afirmação.