‘Eu não queria mais ser padre’, revela Pe Fábio de Melo em entrevista ao Fantástico.

Na noite deste domingo, 20, Padre Fábio de Melo concedeu uma entrevista ao Fantástico, da TV Globo, na qual falou sobre síndrome do pânico, doença que o afetou no último mês. Em uma rede social, o padre admitiu que ficou uma semana trancado em casa, com sensação de morte e tristeza profunda.
”Teve um dia em que meu desespero era tão grande, que eu não queria falar com outra pessoa que não a minha mãe. Eu sou o Padre Fábio de Melo, eu tenho muita responsabilidade como Padre Fábio de Melo, mas eu continuo sendo o Fabinho da minha mãe”, contou emocionado.
Ao ser questionado se a doença abalou a sua fé, ele afirmou que sim. ”Muito. Foram dias em que eu decidi tanta coisa rapidamente. Dentro de mim eu pensei: ‘Eu não quero mais ser padre. Eu não tenho mais coragem de enfrentar as pessoas. Eu não tenho mais condições de ser quem eu sou”’, disse.
Já em tratamento, o padre revela que já se sente melhor e apto para trabalhar. No entanto, Fábio de Melo falou que ainda não está completamente curado e que teme uma nova crise. ”A gente acaba virando um escravo do medo”. Com calma:Psiquiatra dá 7 dicas para quem convive com a Síndrome do Pânico 
”Se eu já tinha um respeito pelo sofrimento humanoe pelo mistério que é o ser humano, hoje eu tenho muito mais”, finalizou o sacerdote.
Fonte: http://catolicaconect.com.br/eu-nao-queria-mais-ser-padre-revela-fabio-de-melo/

FELIZ NATAL PARA TODOS!

 

NOSSA SENHORA DO “Ó” E DOS “AIS”

Pe. Marcélo Tenorio

Por esses dias estive em S. Paulo e lá pude assistir uma apresentação natalina dos jovens da Montfort, na bela Igreja de S. Bento. Entre tantas peças executadas, uma chamou-me bastante atenção. Trata-se da canção “ Convidando está la Noche”, de Juan Garcia de Zéspedes, mexicano, falecido em 1678. Uma canção natalina, com uma marcação que soa, a cada instante, como que um convite ao júbilo, à alegria pelo Menino nascido em Belém, mas ao mesmo tempo, um avanço, a cada estrofe em direção à cruz velada pelas luzes da noite santa.
Com rápidos movimentos, numa sonoridade agradabilíssima, inicia-se a canção jubilosa, mas entre um verso e outro aparece sempre um “AY”, imperativo, peremptório.

“ Ay, que me abraso, ay! Divino dueño, ay!
Em la hermosura, ay! de tus ojuelos, iay!

EMOCIONANTE TRASLADO DO CORPO DE Ir. LÚCIA PARA FÁTIMA

Emocionante vídeo do traslado do corpo de Ir. Lúcia de Jesus e do Coração Imaculado para Fátima.
Cumprem-se as palavras de Nossa Senhora de que Lúcia só iria para o céu bem mais tarde, “já vocês – se referindo a Francisco e Jacinta,   virei busca-los em breve”, disse Nossa Senhora, o que aconteceu.

Virgem de Fátima, apressai o triunfo do Vosso Coração Imaculado!

MEU IMACULADO CORAÇÃO TRIUNFARÁ










Diante desta tremenda crise que assola a Igreja e sua sagrada hierarquia, invoquemos a Santíssima Virgem. recorramos a Ela. Ela nos dará a Vitória. Ela prometeu. ” Meu Imaculado Coração Triunfará!” 



Em vários momentos de crise e de guerras contra a Igreja , a Virgem interveio. Estamos em tempos piores, pois, como dizia Bento XVI, os inimigos estão dentro da Igreja para humilha-la, destruí-la. O mesmo Papa, indo a Fátima, ainda no avião declarou: o segredo de Fátima está em pleno avanço. 

 Eis aqui uma das mais belas Homenagens à Santíssima Virgem. Nela se honra a sua Virgindade Perpétua: antes, durante e depois do Parto 

 “POLORUM REGINA” é uma belíssima música medieval em louvor à Santissima Virgem Maria e está contida no Misterioso Livro Vermelho.

 O Livro Vermelho de Montserrat, é um manuscrito iluminado contendo uma coleção de canções do final da Idade Média. Foi escrito em torno de 1399, e está preservado no Mosteiro de Montserrat, nos arredores de Barcelona, na Espanha. 

Seu nome provém da encadernação vermelha que recebeu no século XIX. Originalmente possuía 172 fólios duplos, dos quais 32 se perderam. As 10 composições que restam são todas anônimas. Acredita-se que as composições foram feitas pelos Santos Anjos.