FELIZ NATAL PARA TODOS!

 

NOSSA SENHORA DO “Ó” E DOS “AIS”

Pe. Marcélo Tenorio

Por esses dias estive em S. Paulo e lá pude assistir uma apresentação natalina dos jovens da Montfort, na bela Igreja de S. Bento. Entre tantas peças executadas, uma chamou-me bastante atenção. Trata-se da canção “ Convidando está la Noche”, de Juan Garcia de Zéspedes, mexicano, falecido em 1678. Uma canção natalina, com uma marcação que soa, a cada instante, como que um convite ao júbilo, à alegria pelo Menino nascido em Belém, mas ao mesmo tempo, um avanço, a cada estrofe em direção à cruz velada pelas luzes da noite santa.
Com rápidos movimentos, numa sonoridade agradabilíssima, inicia-se a canção jubilosa, mas entre um verso e outro aparece sempre um “AY”, imperativo, peremptório.

“ Ay, que me abraso, ay! Divino dueño, ay!
Em la hermosura, ay! de tus ojuelos, iay!