FELIZ ANO NOVO PARA TODOS OS NOSSOS LEITORES E AMIGOS

Caríssimos,

Salve Maria!

Em brevíssimo momento começaremos o Novo Ano de 2017. Ano histórico no qual comemoraremos os 100 anos da Mensagem de Nossa Senhora em Fátima. Uma mensagem quase esquecida!…

Que Deus nos abençoe! Que a Virgem esteja conosco durante todo esse ano que vem chegando.

Pela Igreja,  pelo Sacerdócio Católico e pelo Santo Sacrifício da Missa!…

bento-ano-novo

sub-tuum-praesidium

– Et Incarnatus Est –

bentonatal

Queremos desejar a você e a toda a sua Família um Santo  Natal.

Que o Menino Deus abençoe com graças abundantes a sua vida .

FELIZ NATAL!

Grato pela Amizade, pela presença, e pela luta em favor da Glória de Cristo que resplandece na Face da Igreja.

 

NATAL EM CARMELO

 

 

NATAL EM CARMELO

Pe. Marcélo Tenorio

Em ti, Oh Mãe Querida
No Carmelo deste Presépio,
O Mistério se encontra com a miséria
que somos, y
toma en ti nuestra carne.

E nós, os miseráveis, podemos olhar
Aquele que nos é igual
na carne,
Semelhante nosso.
Carne da nossa Carne!
Nós com mácula e vergonha;
Ele num corpo sem mácula e sem vergonha!
Semelhante a Ti!
Dessemelhante a nós!
Del verbo que se humano, tomando en ti nuestra carne.

O que o pecado afastou, a Tua maternidade reuniu!
Criatura e Criador,
Divinamente humanado!
Humanamente divino!
E aqui está a Tua glória, oh mãe celestial,
Que foge ao todo entendimento! Por isso,
solo basta desir que eres La Madre de Dios!

E da condenação livres,
O céu se torna Pátria!
O fogo é aplacado,
E as almas tornam-se livres das penas!
Aplaudem a Tua Presença,
que o purgatório esvazia!
Más y más misericórdia
le muestras al que te clama!

Por ti nos é dado Senhora,
Toda a alegria do céu!
O Menino deitado nas palhas,
No monte,
Carmelo sem igual!
Deus Conosco,
Para nós,
Emanuel!

Natal de 2015

Inspiração: Música CACHUA SERRANITA (Anónimo, Sec. XVIII)

FELIZ NATAL PARA TODOS!

 

NOSSA SENHORA DO “Ó” E DOS “AIS”

Pe. Marcélo Tenorio

Por esses dias estive em S. Paulo e lá pude assistir uma apresentação natalina dos jovens da Montfort, na bela Igreja de S. Bento. Entre tantas peças executadas, uma chamou-me bastante atenção. Trata-se da canção “ Convidando está la Noche”, de Juan Garcia de Zéspedes, mexicano, falecido em 1678. Uma canção natalina, com uma marcação que soa, a cada instante, como que um convite ao júbilo, à alegria pelo Menino nascido em Belém, mas ao mesmo tempo, um avanço, a cada estrofe em direção à cruz velada pelas luzes da noite santa.
Com rápidos movimentos, numa sonoridade agradabilíssima, inicia-se a canção jubilosa, mas entre um verso e outro aparece sempre um “AY”, imperativo, peremptório.

“ Ay, que me abraso, ay! Divino dueño, ay!
Em la hermosura, ay! de tus ojuelos, iay! Continue lendo